Inverno

cold
Uma vez eu estava conversando com umas amigas no BK, e em determinado momento uma delas usou a seguinte frase para se referir a uma outra amiga “Eu te amo, mas eu não gosto mais de você”.

Essa frase foi citada no livro/filme “One Day” do David Nicholls. De primeira eu consegui identificar o sentimento, mesmo sem nunca tê-lo sentindo, e pensei “Caramba, deve ser horrível se sentir assim”. E agora eu sei que é.

Percebi essa semana, e fiquei horrorizada ao constatar que me sinto assim em relação a você, uma das pessoas que eu mais amo no mundo. E eu nem ao menos sei explicar como foi que isso aconteceu, onde foi que perdemos o eixo, quando a sua amizade deixou de ser tão essencial. Mas aconteceu, é real.

Eu não sinto mais vontade de conversar com você, e eu vejo suas fotos com pessoas que eu não suporto e isso me parece “okay”. Nós não temos mais assunto, nossas conversas estão ficando a cada dia mais raras e mais vazias, eu não consigo confiar em você como antes.  E veja bem, talvez o problema não seja você, talvez seja eu. Talvez a vida tenha me deixado um tantinho mais ácida, talvez eu tenha mudado.

Porém, eu nunca vou esquecer tudo que nós passamos juntos. Durante muito tempo você foi o meu melhor amigo, e única pessoa com a qual eu me abria completamente e eu sempre serei grata por todas as vezes em que você esteve aqui por mim.
Obrigada por ter me amado, obrigada por ter segurado a minha mão, obrigada por ter me ligado de volta quando eu te liguei chorando.

E me desculpa. Vê se me perdoa por não conseguir gostar de você como eu queria. Vai ver é só uma fase, porque eu posso não gostar mais de você, porém eu sempre vou te amar.

Anúncios